Odontologia Biológica

Odontologia biológica é uma proposta inovadora e abrangente de tratamento dentário, que considera a pessoa como um todo e leva em conta os diversos fatores internos e ambientais que interferem na saúde bucal.
Respeitamos a individualidade de cada paciente, utilizando a técnica menos invasiva, menos tóxica e menos traumática tanto no diagnóstico como no tratamento.

AMÁLGAMA

As restaurações de amálgama, ou obturações de amálgama, são ligas de metal usadas em restaurações dentárias. Essas ligas são compostas por 50% de prata, zinco e cobre, e os outros 50% de mercúrio, metal extremamente tóxico, responsável pelo surgimento de diversas doenças. O mercúrio contido nas obturações de amálgama é o único metal que evapora à temperatura ambiente. Dentro da boca, o mercúrio evapora a todo instante, fazendo com que a pessoa absorva o gás tóxico e acumule mercúrio no organismo.

Intoxicação

Os sintomas mais comuns causados pela intoxicação por mercúrio são: distúrbios gastrointestinais, enxaqueca, dores musculares e nas articulações, alterações cardíacas, alterações de memória (inclusive Mal de Alzheimer), depressão, náuseas, perda de cabelos, distúrbios menstruais, entre outros.

Remoção do Amálgama

O cirurgião dentista deverá seguir um rigoroso protocolo para a remoção segura das restaurações de amálgama, evitando a deglutição dos resíduos de amálgama e minimizando ao máximo a inalação do vapor de mercúrio. Utilizamos todas paramentações necessárias para proteção do individuo e nossa, também.

O que substitui o amálgama?

Utilizamos resinas compostas para realizar as restaurações, ou então peças protéticas feitas em resinas ou porcelanas e cimentadas no elemento dental. Estes materiais além de biologicamente melhores, também trazem uma estética muito mais satisfatória.

000webhost logo